Sindicato do Ceará mais outros 26 decidem manter greve dos Correios

Ajustar Comente Impressão

A greve dos trabalhadores dos Correios no Espírito Santo, que foi iniciada na última quinta-feira (27), permanece por tempo indeterminado.

Os Correios informam que aguardam para esta terça-feira (2) o resultado das assembleias dos trabalhadores. Além disso, a federação também vai articular em conjunto com a empresa e com os sindicatos medidas para reaver os repasses adiantados para o governo federal que fragilizam novos investimentos nos Correios.

A greve dos trabalhadores dos Correios, que iniciou às 22h da quarta-feira, 26, chegou ao fim no Rio Grande do Sul. "Não houve avanço. A direção propôs manter as férias dos funcionários, que eles estavam cancelando, para os que marcaram até julho, mas pagando em cinco vezes para os que ganham mais de R$ 3,5 mil", revela. Caso haja acordo com a empresa, os Correios retirarão a solicitação de mediação que haviam feito junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Os Correios haviam suspendido as férias dos empregados a partir deste mês, alegando não ter recursos para o pagamento dos benefícios.

Outro ponto em negociação era o percentual pago pela empresa no plano de saúde dos empregados.

O secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), José Rivaldo da Silva, que participou da reunião com a direção dos Correios, não considerou as propostas satisfatórias.

Segundo a Fentect aderiram a paralisação carteiros, atendentes, administrativos, técnicos e trabalhadores de nível superior.

Os representantes dos trabalhadores pedem a retirada da mediação do TST sobre os planos de saúde, revogação da suspensão das férias, debate sobre a situação econômica da empresa, revogação da entrega alternada e otimização de atividade interna, suspensão das ameaças de demissão motivada e privatização, suspensão do fechamento das 250 agências e a criação de comissão com a participação dos trabalhadores para tratar sobre o tema.

Comentários