Com a demissão de Roger, quem você gostaria de ver no Atlético?

Ajustar Comente Impressão

Ver o Atlético perder em casa não tem sido a tônica dos últimos anos para o torcedor do Galo, mas, no Brasileirão de 2017, essa realidade está bem diferente. O adversário será o Vasco, neste domingo, às 19h. O Dragão desperdiçou duas chances cara a cara com o goleiro, mas a falta de qualidade nas finalizações segue sendo o maior defeito do clube rubro-negro.

O técnico Roger Machado não quis detalhar as razões do mau desempenho em casa.

Estamos fazendo um bom campeonato fora de casa, e em casa não estamos sabendo jogar. Atuar em nosso estádio e com a nossa torcida é muito especial.

Em 2013, houve apenas um revés, enquanto em 2014 o Atlético foi derrotado só duas vezes no Horto.

A derrota contra o Bahia deixou o Atlético na 11ª colocação do Brasileiro, com 20 pontos em 15 rodadas. Foi a última partida do Tricolor como visitante. O time rubro-negro está há sete pontos da Ponte Preta, primeiro time fora do Z4.

O Atlético mantém o time usado no domingo - mas o reserva Robinho não vai poder jogar por ter levado o terceiro cartão amarelo.

Após o jogo desta quarta-feira, o mandatário atleticano, evitou falar com a imprensa e se esquivou dos questionamento sobre a permanência de Roger Machado. Matheus Sales, suspenso, não joga.

BAHIA Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca, Matheus Reis; Juninho, Matheus Sales, Vinicius (Eder), Zé Rafael; Mendoza, João Paulo (Régis). No primeiro lance, em bate-rebate na área, Fred bateu com o gol praticamente vazio. Sob o risco de ser demitido, ele assumiu a responsabilidade pelos tropeços, declarou que a pressão sobre ele é constante e tentou passar confiança na possibilidade de a equipe reagir. Cria do River Plate, famosa fábrica de craques, o franzino equatoriano é realmente o dono absoluto de sua posição quando está em uma noite inspirada.

Já o Bahia só ganhou uma vez fora de Salvador.

Xodó da torcida na campanha do acesso em 2016, Juninho virou reserva neste ano.

Comentários