Politécnico de Santarém contraria tendência nacional e perde vagas

Ajustar Comente Impressão

Ao todo, as instituições de ensino superior públicas disponibilizam para o próximo ano letivo 50.838 vagas: 28424 (55,9%) no ensino universitário e 22414 (44,1%) no ensino politécnico.

De acordo com os dados disponibilizados pela Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), Saúde tem 6.737 vagas disponíveis este ano para candidatos ao ensino superior, mais do que as 6.716 registadas no ano anterior. Na Escola Superior de Design, Gestão e Tecnologia da Produção Aveiro-Norte, mantêm-se os cursos e as vagas de 2016: Tecnologia e Sistemas de Produção (20) e Design de Produto e Tecnologia (34). Ou seja entre hoje e 8 de agosto todos os alunos que tenham concluído o 12.º ano e os exames nacionais podem concorrer, através da plataforma da Direção Geral de Ensino Superior, a uma vaga num curso de licenciatura ou mestrado integrado.

O número de vagas não difere muito das que ficaram disponíveis no ano passado, em 2016 houve 51.348 vagas.

Com 426 vagas em 2017/2018, Física é a área que mais cresce (+20,4%) numa altura em que o total de lugares para estudar nas universidades e politécnicos está praticamente congelado (+0,3%).

Engenharia e Técnicas Afins, lidera com 9063 vagas, correspondentes a 17,6% das vagas disponíveis; Ciências Empresariais, com 7598 vagas, ou seja, 14,8% das vagas e Saúde, com 6737 vagas (13,1%).

Neste novo concurso de acesso ao superior, o Governo acaba assim com os limites à abertura de vagas nesta área e recorda que a formação superior inicial em Física, Engenharia Física e Física Tecnológica é considerada como habilitação de base necessária tanto para especialistas em física médica como para técnicos e peritos de proteção radiológica.

Comentários