Explosão deixa 25 mortos na cidade paquistanesa de Lahore

Ajustar Comente Impressão

Um homem-bomba matou ao menos 25 pessoas, muitas delas policiais, em Lahore, cidade do leste do Paquistão, nesta segunda-feira, disseram autoridades, acabando com um período de calma relativa na segunda maior cidade do país.

"A explosão parece ter sido um ataque suicida contra a polícia, mas ainda estamos investigando", declarou um funcionário de prefeitura, Abdullah Khan Sumbul. O incidente aconteceu perto do parque tecnológico de Lahore, no centro da cidade.

"Nossa mensagem aos aliados dos inimigos do Islã é a de não se colocarem no nosso caminho", acrescentou.

As autoridades estavam a proceder a uma demolição de casas ilegais no local do atentado, pelo que havia muitos polícias presentes.

Um porta-voz da polícia, Syed Hammad Shah, forneceu um balanço de 25 mortos e 40 feridos.

O ministro do Interior, Chaudhry Nisar Ali Khan, confirmou que a maioria das vítimas do crime era parte do quadro policial de Lahore.

Capital cultural do Paquistão, Lahore foi alvo de vários ataques de grupos extremistas na última década. Nos últimos anos, porém, os atentados se tornaram menos frequentes.

As explosões de cilindros de gás usados em cozinhas e em alguns veículos também são muito comuns no país.

O primeiro-ministro paquistanês, Nawaz Sharif, criticou o ataque em um comunicado e "instruiu que se ofereça o melhor tratamento médico possível aos feridos".

Comentários