Janot é flagrado com advogado de Joesley em bar de Brasília

Ajustar Comente Impressão

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o advogado de Joesley Batista, Pierpaolo Bottini, se encontraram em um bar em Brasília no sábado (9), um dia depois de a Procuradoria pedir a prisão do cliente dele e de outro delator do grupo, Ricardo Saud.

A informação foi divulgada pelo site "O Antagonista", que também postou uma foto do encontro. O encontro ocorreu dias após Rodrigo Janot iniciar investigação para apurar se houve irregularidades nas delações acordadas com Joesley Batista, um dos donos da JBS, e Ricardo Saud, diretor da empresa.

Segundo O Antagonista, o registro fotográfico foi feito por um frequentador do local, que afirmou que a dupla conversou por mais de 20 minutos em uma mesa no canto do bar, ao lado de uma pilha de caixas de cerveja. Na foto, o procurador aparece sentado, de óculos escuros.

Os responsáveis de "O Antagonista" tentaram entrar em contato com a assessoria de Rodrigo Janot, mas até agora não deram nenhum tipo de explicação sobre o porquê do procurador da República se encontrar com o advogado de defesa de um empresário acusado de graves crimes de corrupção [VIDEO] e com prisão preventiva decretada. O advogado de Joesley disse que, "por uma questão de gentileza", eles se cumprimentaram e "trocaram" algumas palavras. "Não tratamos de qualquer questão afeita a temas jurídicos". Bottini disse que esse encontro é para enfatizar que as diferenças que surgem no "campo judicial não devem extrapolar".

O centro da crise é uma gravação, datada de 17 de março, em que Joesley e Saud indicam possível atuação de Marcelo Miller no acordo de delação quando ainda era procurador -ele deixou o cargo oficialmente em 5 de abril.

Comentários