Ex-BBB Laércio é condenado a 12 anos de prisão por estupro

Ajustar Comente Impressão

Os crimes citados no inquérito que averiguou as informações dos possíveis casos são estupro de vulnerável e armazenamento de material em foto e vídeo contendo cenas de sexo envolvendo criança ou adolescente. O processo corre em segredo de Justiça.

Laércio, de 54 anos, está preso desde maio de 2016, após acusação de estupro de vulnerável e de fornecimento de bebidas alcoólicas para uma adolescente de 13 anos. Conforme a delegada Daniela de Andrade, as investigações apontaram que o ex-BBB manteve uma espécie de "relacionamento" com a adolescente por três anos. Dessa forma, ele passou a ser réu no processo.

Há um ano, ele e sua vítima se encontram pela primeira vez desde que o ex-BBB foi preso, em 16 de maio. Em depoimento, ele negou as acusações. À época, ela tinha apenas 13 anos e ele, 49. Em seu perfil no Facebook, Laércio também seguia páginas de armas, supremacia racial e a fanpage de uma participante do "MasterChef Júnior", de 12 anos, que sofreu com comentários de cunho sexual nas redes sociais em 2015.

O BBB [VIDEO] é um dos reality shows mais assistidos e mais envolvidos em polêmicas de toda a TV brasileira.

Quem é fã do Big Brother Brasil se lembra muito bem de quando Ana Paula Renault encarou o Laércio de Moura, dentro do reality e mandou ele se vestir, pois tinha que respeitar as mulheres que estavam participando do reality. Entre as denúncias contra Laércio, havia o testemunho de uma jovem, que entregou à polícia diversos prints de conversas entre eles, entre 2012 e 2013.

Também no reality, ele admitiu que gosta de "novinhas" e afirmou ter vivido um "triângulo amoroso" com meninas de 19 e 17 anos.

Comentários