Muricy confirma contato de diretor e quer ajudar

Ajustar Comente Impressão

Pelo menos esse é o discurso do diretor-executivo de futebol do Tricolor, Vinicius Pinotti, que ainda deixou as portas do clube abertas para receber ajuda de Muricy Ramalho.

"Situação é horrível, claro que estamos temerosos, mas trabalhamos bastante há algum tempo para tirar o time dessa situação. Quanto a Dorival, estamos satisfeitos com o trabalho dele", disse Pinotti. Muitos veem nele a solução para os problemas da equipe dentro de campo. Ciente do delicado momento do time, Pinotti reiterou o respaldo ao treinador e negou intenção de demiti-lo. O ex-treinador contou que fica chateado por não poder ajudar o Tricolor de forma mais direta em uma situação tão crítica com os riscos de rebaixamento para a Série B. Um dos grupos políticos do São Paulo ainda chegou a protocolar carta com mais de sete mil assinaturas pedindo a contratação de Muricy como coordenador técnico. Oficialmente esse cargo não tem a intenção de ser criado, mas isso não quer dizer que a gente não tenha uma pessoa ajudando neste sentido. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, ainda confirmou que conversou por telefone com Pinotti nesta terça-feira a respeito do assunto e disse que irá consultar Dorival Júnior. - Tomamos conhecimento sobre a declaração do Muricy, sabemos que ele tem contrato (de comentarista), ele é muito honesto, cumpre seus compromissos, mas nada impede que ele possa vir a ajudar o São Paulo - disse Pinotti.

"A gente não se pauta com essas questões de abaixo-assinado". Não é em função do último resultado (empate com a Ponte Preta). Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store- O Muricy não pode assumir nenhuma função oficial no São Paulo, o que não impede de ele trabalhar informalmente, ele já fez isso com outros presidentes. Você tem exemplos de sucesso no passado, como Zagallo e Parreira, Antônio Lopes e Felipão. O treinador revelou não ter interesse em assumir o cargo de coordenador de futebol, para o qual vem sendo sugerido por conselheiros e parte da torcida tricolor. "Não podemos impor um coordenador para o Dorival, sem que ele esteja totalmente confortável", encerrou.

Comentários