Polícia desarticula esquema de pirâmide que usava moeda virtual falsa no DF

Ajustar Comente Impressão

A Polícia do Distrito Federal teve trabalho na manhã desta quinta-feira (21).

Segundo as investigações, a organização criminosa movimentou R$250 milhões a partir de investimentos de 40 mil vítimas em uma moeda virtual falsa, a Kriptacoin. A promessa era de rendimentos de 1% ao dia, mas o saldo só poderia ser resgatado após um ano. No local funciona a empresa Kriptacoin, uma das investigadas pela fraude. O lucro aumentava proporcionalmente à entrada de novas vítimas no esquema.

Entre os suspeitos alvos da operação no DF, três têm passagens pela polícia por injúria, ameaça, receptação, estelionato, formação de quadrilha, uso de documento falso, furto tentado, porte ilegal de arma de fogo, direção alcoolizada, lesão coporal, dano ao patrimônio e lesão culposa em acidente de trânsito.

Os mandados são cumpridos no Distrito Federal, Águas Lindas e em Goiânia.

Comentários