Político 'anti-gays' apanhado a fazer sexo com homem no gabinete

Ajustar Comente Impressão

" Parece que o dito popular se encaixa perfeitamente a esse fato ocorrido em Ohio, nos EUA. um deputado estadual famoso por ser um dos principais opositores da causa LGBT foi flagrado praticando sexo com outro homem em seu gabinete".

O porta-voz de Rosenberger, Brad Miller, disse que o homem não era funcionário ou deputado da assembleia legislativa, e que o encontro, embora tenha sido consensual, foi uma "atividade inapropriada para um representante estadual".

O deputado já admitiu o escândalo e apresentou a demissão aos líderes do partido. Defendia que "valores com base na família, saudáveis, e vibrantes, são a origem da história do estado de Ohio que nos orgulha e a chave para o futuro". Face à posição de Wes Goodman contra os direitos da comunidade LGBT, o escândalo ganhou ainda maior dimensão.

Mas isto era o que Wes Goodman dizia: no gabinete, no Ohio, foi apanhado a fazer o contrário.

Deputado anti-LGBT renuncia após flagra de sexo com homem no gabinete, nos EUA

O episódio sexual terá acontecido há vários meses no escritório do deputado, no Riffe Center, e o outro homem envolvido não estará associado ao staff de Goodman. A explicação oficial para a sua demissão forçada foi a de que teve uma "conduta inapropriada", apesar de o próprio ter sido omisso no comunicado em que anuncia a sua despedida.

"Ao passar ao próximo capítulo da minha vida, sinceramente peço privacidade para mim, para minha família e para meus amigos", declarou Goodman, cuja biografia no Twitter o descrevia como "Cristão, americano, conservador, republicano". "Todos trazemos as nossas lutas pessoais para a vida pública".

"Isso tem sido verdade para mim, e sinceramente me arrependo que minhas ações e minhas escolhas me impediram de servir meus eleitores e nosso Estado de maneira que reflita os melhores ideais do serviço público. A todos os que desiludi, peço as minhas sinceras desculpas".

Wes Goodman, de 33 anos, foi destaque no diário "Columbus Dispatch".

Comentários