Avaí 1 x 0 Atlético-PR - Leão segue no Z4, mas está vivo na briga!

Ajustar Comente Impressão

O Avaí entrou em campo, neste domingo, com chances de ter o rebaixamento confirmado, mas saiu do gramado vivo na briga pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Na Ressacada, enfrentou o Atlético-PR e conquistou uma importante vitória por 1 a 0, em jogo válido pela 37ª e penúltima rodada do Brasileirão.

O Leão catarinense respirou com a vitória, chegando a 42 pontos, no 18º lugar, e agora vai para a última rodada sonhando em escapar do rebaixamento. Com 48 pontos o Furacão ocupa a 11ª posição na tabela, apenas dois pontos do 9º colocado Vasco da Gama. Agora, vai decidir o futuro na rodada final, quando enfrenta o Santos, às 17 horas do próximo domingo, na Vila Belmiro. No entanto, quando o Avaí voltou a finalizar, foi para abrir o placar. Na segunda, Pedro Castro fez boa jogada por ali e serviu o experiente Maicon, que bateu com categoria e abriu o placar, aos 15 minutos. A melhor chance atleticana foi aos 20, quando Lucas Fernandes cruzou e Eduardo Henrique, de cabeça, exigiu grande defesa do goleiro Douglas.

No retorno para o segundo tempo, o time visitante voltou com as mesmas dificuldades apresentadas anteriormente quando tinha a bola nos pés e se limitava à bola aeres. Então, aos 11 minutos, o árbitro marcou pênalti para o time rubro-negro paranaense, após choque entre Sidcley e Alemão, que ficou muito tempo no chão, mas voltou para o jogo. Mas na cobrança, Fabrício mandou por cima do gol e desperdiçou uma ótima chance.

O time atleticano ficou abatido com a oportunidade perdida e conseguiu criar poucas chances para reagir.

GOL - Maicon, aos 15 minutos do primeiro tempo. Além disso, ainda viu o goleiro Weverton salvar uma bola em cima da linha, após cabeceio de Alemão, aos 29 minutos.

Avaí: Mauricio, Maicon, Fagner, Betão e João Paulo; Judson, Pedro Castro, Maurinho, Marquinho e Junior Dutra; Rômulo.

No segundo tempo, o árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio deixou de dar um pênalti claro de Paulo André em Lourenço.

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC).

Comentários