Casa de vítima de incêndio assaltada à hora do funeral

Ajustar Comente Impressão

Recorde-se que um incêndio deflagrou, no passado sábado, na Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, em Tondela, durante um torneio de sueca.

Enquanto decorriam as cerimónias fúnebres e Vítor Coimbra era encaminhado para a sua última morada, entre profunda tristeza e lágrimas, a casa onde este residiu até há bem pouco tempo era assaltada.

Ao chegar a casa após o funeral, a família da vítima deu conta do assalto.

"É massacre atrás de massacre", lamentou Dora Coimbra, uma das filhas de Vítor Coimbra, em declarações ao Jornal de Notícias.

José Correia, de 67 anos, reformado das Forças Armadas, faleceu quarta-feira no hospital de São João, no Porto, não tendo resistido às queimaduras internas.

A seguradora da associação de Vila Nova da Rainha, em Tondela, garantiu que vai "disponibilizar de imediato", a favor das vítimas do incêndio, "a totalidade dos capitais das várias coberturas contratadas ao abrigo do contrato de seguro em vigor".

O incêndio resultou em nove mortes e 37 feridos.

Comentários