Preço do golpe: gasolina chega a 5 reais no Rio

Ajustar Comente Impressão

Já o preço mais caro R$ 4,65 é vendido por dois estabelecimento que funcionam nas localidades Canto da Várzea e Junco, no município de Picos, a 306 km de Teresina.

Na 110 Norte, motoristas se dispuseram a enfrentar filas para abastecer a R$ 4,47.

A gasolina no Piauí já tem o terceiro litro mais caro do Nordeste e pode continuar subindo de preço nos próximos dias. Em um posto do Lago Sul, próximo ao aeroporto JK, a variação foi menor: de R$ 4,16 para R$ 4,46.

O preço médio da gasolina nos postos do Espírito Santo voltou a subir na semana passada, atingindo R$ 4,21, segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A política de preços adotada a partir de julho do ano passado pela Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras se baseia no preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos mais os custos que os importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo, esclareceu a empresa.

Por conta disto, o litro da gasolina comum já estava sendo vendido por R$ 4,996, neste sábado, em um posto na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro. O preço médio apurado em Mato Grosso do Sul pela ANP foi de R$ 72,92 com redução de apenas um real em relação à pesquisa anterior. No ano, a alta acumulada é de 6,76%. Já o litro do diesel passou de R$ 3,495 para R$ 3,551 na semana encerrada no dia 12 de maio, um aumento de 1,6% na semana.

Por outro lado, o etanol caiu pela 5ª semana seguida, de R$ 2,853 para R$ 2,802, um recuo de 1,79%.

Comentários