Alerta vermelho para "grande erupção vulcânica iminente" no Havai

Ajustar Comente Impressão

A lava que emerge de grandes fendas no solo nos arredores do vulcão em erupção Kilauea, no Havaí, ameaça rodovias na segunda-feira (14), criando a possibilidade de as autoridades terem que ordenar que mais milhares de pessoas deixem a área antes que as rotas de saída sejam bloqueadas. De acordo com o serviço geológico, "a erupção das cinzas aumentou sua intensidade" desde a manhã de terça-feira, lançando nuvens de cinza entre 3.000 e 3.600 metros acima do nível do mar. Conforme o USGS, embora a atividade vulcânica se mantenha "muito variável", pode "se tornar explosiva a qualquer momento, aumentando a intensidade da produção de cinza e de projéteis".

As autoridades locais alertaram os residentes das zonas mais próximas do vulcão para estarem preparados para uma retirada de emergência, possivelmente sem aviso prévio.

Fontes de magma jorraram "bombas de lava" a mais de 30 metros de altura enquanto rocha derretida se espalhava na direção leste-sudeste rumo à rodovia costeira 137, informou o Observatório de Vulcões do Havaí. Até agora, foram já retiradas 1.700 pessoas que ainda não foram autorizadas a regressar a casa. Acredita-se que mais fendas ainda deverão se abrir.

O vulcão entrou em erupção a 3 de maio e desde então já foram registadas 20 fissuras que estão a expelir lava. Outro problema é o gás tóxico emitido pelo vulcão que está se espalhando com o vento.

O Kilauea é um dos vulcões mais ativos do mundo e um dos cinco da ilha.

Comentários